Categorias
blog

Estranhos objectivos

Alberto Souto, depois das últimas sondagens, redefiniu os seus objectivos:

“O que me interessa agora é trabalhar para esvaziarmos o Bloco e fazermos perceber que o Élio é um vazio.”

?!?

Isto não pode ser a sério, pois não?

A propósito, recupero aqui uma resposta que dei a um comentário colocado aqui no blog:

A lógica do “voto útil” é uma lógica perniciosa e um bocado “bacoca”, desculpem-me os distintos anónimos.

Os votos que supostaente o Bloco “retira” ao PS, não são nem duma nem doutra força política. São das pessoas, que conscientemente farão as suas opções, que nos restará aceitar democraticamente.
Discutir questões tão sérias desta forma comezinha e calculista é desrespeitar os eleitores e o sistema democrático. E deixar que os partidos, em vez de fazerem o seu papel de mobilizarem com ideias e propostas, se afundem em exercícios contabilísticos degradantes.

Não é assim que encaramos a política.
E acreditamos na vantagem da pluralidade. Não é lirismo, é convicção.

E, desculpem-me que vos diga a todos: se o Élio ganhar, livrem-se de atirar as culpas para o Bloco. Assumam as responsabilidades da gestão deste executivo e a incapacidade do PS apresentar ideias sérias e mobilizadoras.

Nós fazemos o nosso trabalho. Era óptimo se o PS fizesse o seu… mas que havemos de fazer?

Um comentário a “Estranhos objectivos”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.