Porque é que os blogs pessoais têm cada vez mais publicidade?

Não é uma provocação. É uma dúvida legítima.
A tendência alastra e, por agora, já devem ser minoritários os blogs pessoais como este, que não têm publicidade. Não tenho sequer uma posição clara sobre isto. A existência ou ausência de publicidade raramente me distrai do critério fundamental para avaliar um blog: o interesse do seu conteúdo.

Mas dou por mim, cada vez mais frequentemente, a pensar nas razões que levam as pessoas a ter publicidade nos seus blogs.

Para ganhar dinheiro?

Imagino que uma parte significativa das pessoas o faça para complementar o seu rendimento. Mas qual será a rentabilidade de sistemas como um Google AdSense em blogs pessoais? Não tenho dados acerca disso, mas será possível ganhar algum dinheiro “real” sem começar a escrever em função disso? Não aumentará a pressão para escrever sobre assuntos “atractivos” e manter, até artificialmente, um elevado número de visitantes? Ou seja, como é que se controla o equilíbrio entre “ter publicidade” e “ser da publicidade”?

Para prestar um serviço?

Acho também que uma parte significativa das pessoas não está, conscientemente, a pensar em “rendimento”, ou, pelo menos, disfarça isso com uma ideia de que a publicidade pode ser um “serviço” prestado aos leitores. Como nestes sistemas a publicidade é escolhida em função da relação com os conteúdos, pode-se dizer que há alguma probabilidade de surgirem, entre os anúncios publicados, alguma informação relevante para os leitores. Mas esse é o argumento dos intermediários da publicidade, de todos os publicitários e do Google também, para nos convencer de que a publicidade é útil, particularmente se for “segmentada” e “direccionada”. E é um argumento que talvez faça sentido quando pensamos em sites ou blogs de projectos, associações, empresas ou indivíduos em que existe uma componente clara de “prestação de serviço”. Mas e na imensidade de blogs pessoais, de opinião e reflexão, o que é que a publicidade lá está a fazer?

Para assegurar despesas de manutenção?

Uma abordagem pragmática seria dizer que a publicidade pode servir para compensar os gastos com a própria manutenção do blog: registo de domínio, espaços em servidores extra para armazenar ficheiro, tempo gasto na escrita…

Se no caso das primeiras despesas, a quantidade de alternativas gratuitas faz parecer pouco razoável ou relevante a escolha, no caso do tempo “perdido”, impõe-se outra pergunta: se o tempo é “perdido”, ou seja, se não há mais-valia ou se se verificam perdas de produtividade em função do “investimento” feito no blog, faz sentido compensar desta forma (com publicidade), ou será melhor repensar a “pertinência” de ter um blog tão activo?

Imagino que esta argumentação pareça algo cruel, mas a minha experiência diz-me que, se pensarmos bem, o exercício de escrever um blog traz outras “mais-valias” e outros “ganhos” que, por vezes, é fácil menosprezar.

Para ser como os outros?

Este é o argumento mais “absurdo”, mas começo a achar que talvez seja um dos mais frequentes. Com a quantidade de blogs “profissionais” e “semi-profissionais” que nos habituamos a ler e que têm publicidade (como seria de esperar), talvez haja uma tendência crescente para achar que um “blog a sério” tem que ter publicidade, mesmo que nenhuma das outras razões seja relevante ou aplicável.

Como digo, não tenho certezas acerca de nenhuma destas coisas e tenho muito poucos dados acerca do rendimento que a publicidade pode trazer ao “blogger amador” ou da utilidade que terá para os seus leitores. Parece-me clara a utilidade desta tendência para alguns anunciantes e para os intermediários que ganham um canal vastíssimo. Mas, de resto…

Estranhamente, já vi muitas discussões e reflexões acerca de estratégias para aumentar o rendimento dos blogs, mas conheço poucas acerca da sua necessidade.

E vocês? Que respostas têm para esta pergunta? Que reacção têm à publicidade nos blogs?

13 pensamentos em “Porque é que os blogs pessoais têm cada vez mais publicidade?

  1. No meu caso pessoal posso dizer-te que começou como uma experiência (por inerência de funções e também por curiosidade pessoal dá-me um certo jeito saber como funciona o adsense). Pouco tempo depois reparei que a experiência estava a dar frutos. Mais e mais maduros do que aquilo que eu esperava num site pessoal. Não só via as estatísticas como também comecei a ver dinheiro a cair na conta. Questionei mais do que uma vez os visitantes do meu site (fora do site para conseguir opiniões mais isentas) sobre se a publicidade que lá tinha chocava ou de alguma forma incomodava. A resposta foi clara: Não. Analisei a minha própria “linha editorial”. Em nada tinha mudado. Continuava a focar os mesmos temas e da mesma forma. Resolvi então deixar estar por lá a tal publicidade.
    Um dos nomes famosos na praça com o assunto em questão disse-me um dia num encontro informal em que nos conhecemos que, com o numero de visitantes que tenho por dia, bastaria preocupar-me um pouco com as técnicas de SEO e facilmente ganharia o dobro do que ganho agora… Pois talvez. Mas não tenho tempo para tal e prezo a “liberdade” do meu site…

  2. Tenho o meu blog à mais de 2 anos e por acaso este fim de senama coloquei pela primeira vez publicidade nele. A razão é simples, os meus colegas chatearam-me tanto porque ajudaria, nem que fosse com pouco, ao pagamento do servidor.
    Agora a nível de conteúdos da minha parte nada mudará, não escrevo posts para niguém nem com algum objectivo particular, apenas escrevo sobre coisas interessantes, marcantes ou curiosas pelas quais passo.

  3. Já tenho o AdSense no meu blog há quase 2 anos. Posso dizer que desde que coloquei os anúncios consigo pagar a anuidade do alojamento domínio apenas com 2 meses de AdSense (os outros 10 meses são lucro), por isso, sim, compensa :)

  4. Sim Sr, tocaste na ferida. Uma coisa, lucras com a publicidade por visita ou por click nela?
    Não que esteja a pensar colocar no meu blog (pq é apenas coisa de amigos) mas só para saber…
    É que acho que há muitos blogs que por aí que já tiveram a minha atenção, mas agora com a crise de conteúdos que anda aí vou mesmo deixar de os visitar… porque eles não estão a fazer por isso!

    Cumprimentos

  5. Excelente artigo.
    Alguns dos meus humildes blogs têm publicidade e foi lá colocada como experimentação e incentivado por outros projectos. Todavia, quanto à questão do vale a pena, claro que vale. Não pelos meus resultados que são insignificantes, como se esperaria de um projecto com ainda poucos visitantes. Conheço, contudo, projectos de colegas bloguistas que por mês obtêm resultados entre 1500 e 2000, sem grandes custos de produção.
    É por isso uma falsa argumentação dizer-se que pouco dá e que serve apenas para ajudar na manutenção dos espaços. Há pela nossa blogosfera muita malta a ganhar muito bem, mas apresentam-se sempre como coitadinhos ganhando apenas uns cêntimos.
    Seria interessante saber-se quantos bloguistas profissionais existem no nosso universo lusitano.

  6. Pessoalmente, faço publicidade ao que acho que merece ser publicitado, com a excepção da barra de adsense: essa tenho-a lá porque criei a conta para fazer um conjunto de experiências (sobre o serviço em si, para outros projectos), e já agora conto esperar pelo paycheck até tirar de lá aquilo…

  7. Pingback: Afinal quanto dinheiro é que se pode ganhar com publicidade num blog? at diário de bordo

  8. Pingback: Afinal quanto dinheiro é que se pode ganhar com publicidade num blog? « udestudio.com - Blog

  9. FLUXO FINANCEIRO 2008 (IMPORTANTE)

    Não custa nada tentar
    Eu experimentei, não comporta riscos – I.ALVES
    Tenham paciência e leiam este testamento.
    Pensando que entra quem quer, se a taxa de resposta for de apenas 3% isto dá balúrdios!

    Já estou dentro, já há resultados façam continhas à vidinha

    Quando perdi uns minutos a ler o testenho que vos apresento mais tarde, pensei mais uma jogada de um trafulha qualquer mas como sou curioso li e voltei a ler, pôs a imprimir fiz várias contas, e conclui que se todas as semanas jogo no Totoloto, jogo no Euro milhões e nunca tive prémios superiores a 30€,o porquê de não investir 6€.
    Se tiver uma taxa de resposta apenas de 3% fico com a minha vida bem folgada, bem como várias pessoas mais incluindo você mesmo que está a ler, só assim isto pode funcionar.
    Quando acabar de ler vai concluir que só lhe falta uma coisa, mais á frente vou dizer qual é .

    O Mail que recebi foi este:- escrito por R.Guedes e que por sua vez também tem outra que lhe foi enviada a contar sua experiência.

    FAÇA CRESCER A SUA CONTA BANCARIA! (Funciona)
    LEIA E RELEIA COM MUITA ATENÇÃO·

    Vai ver que por 6 euros poderá valer a pena experimentar.
    Eu que lhe envio o mail, estou a faze-lo e resulta! Confesso que ao princípio duvidei mas como não tinha muito a perder experimentei e está a dar frutos!
    O truque é procurar muitos e-mails, é um pouco chato, mas compensa. Cada pessoa só tem de investir 6 €.

    Transcrevo a seguir a carta que recebi:

    Prezado(a) Amigo(a):

    Esta carta/e-mail nada tem de semelhante a muitas ‘aldrabices’ que circulam pela Internet.
    Ela é uma mensagem rara que tem um conteúdo que pode modificar a sua vida para melhor.
    Assim, peço-lhe um pouco de paciência, e que a leia com atenção, muita atenção, e no final, muito provavelmente, se sentirá recompensado(a).
    Este é um assunto que certamente será do seu interesse.
    Então, por favor, pare para ler algo que pode resolver grande parte dos seus possíveis
    problemas financeiros.
    Não vai levar mais do que alguns minutos.

    CONTEÚDO EDITADO E TRUNCADO POR JOÃO MARTINS PARA PROTECÇÃO DE DADOS PESSOAIS DE TERCEIROS.

    INSTRUÇÕES:
    Siga exactamente as simples instruções abaixo, e em três meses aproximadamente você receberá mais de 100.000,00 (Cem mil euros).

    GARANTIDO !!!

    1. Imediatamente, mande 1,00 (Um euro) para cada uma das seis pessoas que estão relacionadas na listagem abaixo. Da seguinte forma: deposite esta quantia na conta-corrente delas (ou faça simplesmente uma transferência bancária, em alguns bancos se for feito através da internet é gratuito). Pode também dirigir-se a uma caixa Multibanco e transferir da sua conta um euro para cada uma das contas indicadas.

    CONTEÚDO EDITADO E TRUNCADO POR JOÃO MARTINS PARA PROTECÇÃO DE DADOS PESSOAIS DE TERCEIROS.

    2. Quando depositar 1,00 (Um euro) na conta-corrente das seis pessoas da lista, você precisa mandar um e-mail para cada uma delas dizendo: ‘ Solicito que meu nome/e-mail seja incluído no seu cadastro de correspondências’.
    Esta é a chave do programa. Torna legalizada a operação bancária e fica de acordo com a legislação vigente.
    A legislação diz que todo o dinheiro recebido deve ser trocado por um produto ou serviço. Este é o serviço.
    Posteriormente, as pessoas que fizeram depósitos na sua
    conta-corrente farão o mesmo.

    3. Após ter depositado 1,00 (Um euro) em cada uma das seis pessoas,
    digite uma nova lista.
    Em seguida tire o nome que está no número 1 (Um) e mude os nomes restantes para uma posição acima (o segundo nome passa para o nº 1, o terceiro para nº 2 e assim por diante).
    Em nenhuma hipótese mude a sequência dos nomes. Não coloque o seu nome numa posição diferente, pois não funciona. O seu nome deverá estar no nº 6 (caso você mude a sequência dos nomes, isso denotará egoísmo e contraria os princípios básicos da solidariedade e fraternidade estabelecidos pela lei Universal – como você verá mais
    à frente).

    4. Pegue em 250 nomes/e-mails de alguma empresa que forneça listagens de e-mails. Ou tente consegui-los de qualquer outra forma (em classificados por exemplo).

    5. Completada a etapa anterior (nº 4), insira os nomes/e-mails adquiridos, nos arquivos do seu programa de e-mails – outlook ou outro – e envie com esse mesmo texto.
    Você deverá salvar a sua lista no formato TXT ou Rich Text Format,
    porque muitas pessoas não tem um processador de texto moderno nos formatos sugeridos, a carta/e-mail abre em qualquer computador.
    É bom enviar aos poucos, durante cerca de 5 dias, não muito mais que isso.

    6. Siga estrita e exactamente as instruções deste programa e dentro de aproximadamente 90 dias você poderá receber mais de 100.000,00 (Cem mil euros).

    COMO FUNCIONA O PROGRAMA

    Digamos que você tenha, por exemplo, um retorno de 3% dos e-mails enviados, o que é uma estimativa bastante conservadora. Nas minhas duas tentativas tive mais do que 3% de retorno.
    1. Quando você manda 250 e-mails com a carta, cerca de 7 pessoas lhe mandam 1,00 euro.
    2. Essas 7 pessoas enviam 250 e-mails, cerca de 49 pessoas lhe mandam 1,00 euro.
    3. Essas 49 pessoas enviam 250 e-mails, cerca de 343 pessoas lhe mandam 1,00 euro.
    4. Essas 343 pessoas enviam 250 e-mails, cerca de 2 401 pessoas lhe mandam 1,00 euro.
    5. Essas 2.401 pessoas enviam 250 e-mails, cerca de 16 807 pessoas lhe mandam 1,00 euro.
    6. Essas 16807 pessoas enviam 250 e-mails, cerca de 117.649 pessoas lhe mandam 1,00 euro.
    E segue assim, numa progressão geométrica. Em algum ponto o seu nome sairá da lista, dando oportunidade a outras pessoas. Mas, você recebeu aproximadamente 117.649 00 euros (como aconteceu no meu caso).
    Isso funciona sempre. No exemplo acima, você terá enviado 250 cartas/e-mails.
    Se você enviar 1.000 cartas/e-mails, pode chegar a receber 470 596 euros que foi o que eu recebi.
    Fantástico, não é verdade?
    Se você quiser, faça alguns cálculos por si mesmo. Com esse tipo de retorno, mesmo com a crise que atravessamos, você poderá alcançar 40% desses valores, o que significa 1% de retorno, o que já dá uma boa ajuda.
    Veja que, 40% de 470 596 euros são 188 238,40 euros. Participe que não tem muito a perder (6 euros e algumas horas no computador), mas poderá ter bastante a ganhar.
    Acredite… tenha Fé!

    Por fim, o programa só funciona se você depositar 1,00 (Um euro) na conta de cada uma das seis pessoas adiante relacionadas, e enviar a todas elas um e-mail solicitando a inclusão do seu nome/e-mail na lista de correspondências delas.
    Lembre-se que milhares de pessoas farão o mesmo em relação a si.

    EIS A RELAÇÃO DAS PESSOAS PARA AS QUAIS VOCÊ FARÁ O DEPÓSITO
    BANCÁRIO OU TRANSFERÊNCIA BANCÁRIA DE 1,00 (Um euro).

    CONTEÚDO EDITADO E TRUNCADO POR JOÃO MARTINS PARA PROTECÇÃO DE DADOS PESSOAIS DE TERCEIROS.

    COMENTÁRIO FINAL
    Como é que você percebe o mundo á sua volta? Através dos cinco sentidos, é claro. Mas será que não existe nada além do que os nossos sentidos percebem? A nossa percepção está restrita aos nossos órgãos sensoriais? Só existe o mundo que os nossos sentidos detectam?
    Estas perguntas não são novas. Elas têm sido motivo de reflexão para muitas gerações de seres humanos.
    Porém, ainda assim, há aqueles que só acreditam naquilo que veêm ou sentem. Não se preocupam com as indagações pertinentes á busca do mistério da vida. São os cépticos, os pessimistas. Acham que como pano de fundo das acções dos homens só há a dissimulação, a vontade de enganar os outros em benefício próprio.
    Entretanto, olhe lá para fora. O que você vê? A rua, automóveis, pessoas e assim por diante. O mundo da matéria.
    Será que é só isso que existe? Não existe mais nada?
    Agora, volte a olhar com bastante atenção. Onde estão as ondas da rádio que você ouve? Onde estão as ondas da televisão que você assiste? Você não as vê, mas sabe que elas existem. Isso para si tem credibilidade. Há milhões de anos um asteróide, mais ou menos do tamanho do planeta Marte, colidiu com a Terra e surgiu a Lua. Depois dessa colisão, a Lua manteve uma distância tão precisa em relação ao nosso planeta, que pode controlar o fluxo e refluxo dos mares e oceanos da Terra. O Sol se estivesse um pouco mais longe,
    morreriamos de frio e se estivesse um pouco mais perto morreríamos devido ao seu fogo abrasador. Se Júpiter e Saturno não estivessem numa posição perfeitamente correcta no sistema solar, a falta de gravidade de ambos faria com que a Terra fosse bombardeada
    continuamente pelos detritos cósmicos. Será que esse excepcional sistema surgiu por acaso?
    Talvez o acaso não exista. O que existe é uma força extraordinária, misteriosa, que tem poder sobre todas as coisas. Se você pode acreditar nas ondas da rádio e da televisão sem as ver. Se admite que não pode haver apenas coincidências na formação do nosso
    sistema solar. Porque não admitir também a existência de uma fonte de sabedoria e bondade que tudo envolve e protege? Porque não admitir que essa força está além dos nossos sentidos físicos?
    Por último, uma recomendação. A melhor maneira de comunicarmos com essa força positiva é acreditar. Assim, se você se resolver dar um voto de confiança a esta cadeia e participar neste inovador programa, ao enviar sua quota de e-mails, pense positivo. E depois, aguarde com confiança e fé. Boa sorte.

    CONTEÚDO EDITADO E TRUNCADO POR JOÃO MARTINS PARA PROTECÇÃO DE DADOS PESSOAIS DE TERCEIROS.

    PS: É melhor agir do que falar. Quem muito fala das suas ideias e planos, atrai a inveja e a descrença. Por isso, estas informações foram-lhe enviadas a si com carácter confidencial.’
    ATENÇÃO: Caso esta carta chegue mais que uma vez à sua caixa de correio, por favor não considere e queira desculpar qualquer transtorno que lhe possa causar. Obrigado.
    CUMPRIMENTOS

    CONTEÚDO EDITADO E TRUNCADO POR JOÃO MARTINS PARA PROTECÇÃO DE DADOS PESSOAIS DE TERCEIROS.

    – a onde é que eu vou arranjar tantas direcções de e-mails

    Resposta: desenrasque-se, foi o que eu fiz…..

    Agora a lista é a seguinte:

    CONTEÚDO EDITADO E TRUNCADO POR JOÃO MARTINS PARA PROTECÇÃO DE DADOS PESSOAIS DE TERCEIROS.

    O MEU COMENTÁRIO FINAL
    Conseguindo a lista de 250 e-mails, acho que vale a pena tentar pois 6.00€ é bem menos que o preço de 2 maços de tabaco, 6.00€ poderá ser a esmola que nós vamos dando durante a semana ao arrumador de carros e ele nunca nos deu nada, 6.00€ poderá ser as 3 apostas que jogo no euro milhões e que nunca me deu prémio, 6.00€ poderá ser o preço que temos que investir para ajudar a mudar a nossa vida e a dos nossos filhos.
    Desde já o meu agradecimento pelo tempo que vos demorei, irei dando noticias desta minha experiência, sem mais o meu muito obrigado.

    Nota: se houver possibilidades de tradução para expansão dentro da comunidade EUROPEIA era grande a abertura a novos candidatos, não esquecendo que será preciso ter lista de emails para esse pais, o que não será muito fácil.

    CONTEÚDO EDITADO E TRUNCADO POR JOÃO MARTINS PARA PROTECÇÃO DE DADOS PESSOAIS DE TERCEIROS.

  10. Eu nem li o comentário que não vale o trabalho… mas o que há a registar é:
    Continuem a expor assim os vossos emails e dos vossos amigos… que as listas de spam agradecem!!
    Enfim, parece que ainda não aprenderam como é que essas tretas dos emails em cadeia funcionam.

  11. Aviso à navegação: a única razão pela qual eu, em vez de classificar como SPAM e simplesmente eliminar o comentário introduzido pelo utilizador “Delgado”, o editei para retirar todos os dados pessoais de terceiros foi porque acho este fenómeno interessante. Os esquemas de pirâmides vão penetrando os diversos espaços, como pragas que são (em boa forma de acordo com a dimensão da crise), mas nunca tinha assistido a esta “bloguização” da pirâmide.
    Se este comentário/incentivo à pirâmide, depois de editado, incomodar outros leitores, posso ponderar a sua remoção e removerei, sem dúvida, eventuais ramificações disparatadas.
    Para já, as “informações confidenciais, que são dirigidas apenas a si”, ficam expostas assim, quase como quem decidiu “mandar o barro à parede”, as pôs, aqui dentro do meu estaminé.
    Fica o aviso feito.

  12. Pingback: Quanto um blog pode lhe render mensalmente? « ATer criacao de sites (11) 2527-3032

  13. Pingback: Afinal quanto dinheiro é que se pode ganhar com publicidade num blog? « udestudio – design gráfico & web design

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>