Criatura #20081127

Para ouvir às escuras, o meu solo em saxofone baixo apresentado no Projecto Tell, no dia 27 de Novembro, no Passos Manuel.

(ainda que não o diga frequentemente) as tuas criaturas povoam os meus sonhos

estudo #20081127

Este estudo é a primeira apresentação (identificada como tal) dum work-in-progress, que conta já com alguns anos de existência / insistência: a procura e reprodução de sons sugeridos por criaturas nascidas em ilustrações familiares.
Essas criaturas, através dos novos instrumentos que “geraram” e das novas técnicas que me “ensinaram”, povoam a minha criação musical dos últimos 10 anos, sem exigir nada em troca. Ao preparar um momento de reconhecimento e retribuição, o plano de estudos prevê a apresentação pontual de algumas dessas criaturas, intercaladas com momentos de mais descoberta e diálogo.

Com um agradecimento muito especial ao João Figueiredo e ao Conservatório de Música de Aveiro Calouste Gulbenkian, por me permitirem explorar essa extraordinária criatura musical que é o saxofone baixo.

5 pensamentos em “Criatura #20081127

  1. Oi João,

    Gostei muito do tema! O som do sax é fantástico e gostei muito da meneira como foste desenveolvendo as ideias.

    Abraço
    Rodrigo

  2. Olá João. Dei com o seu blog e gostei de o (ao blog) o visitar. Descobri muitos pontos comuns entre nós. O Porto, o saxofone, o MAXMSP, a improvisação, os EWI, uma longa genealogia de saxofonistas por quem partilhamos o afecto, o Fernando Valente e (last but not Lizt) O Carlos Aguiar, de quem sou amigo há mais de 30 anos. Yeap…já sou crescidinho…
    Também eu fiz um workshop de MAX há coisa de 15 dias e sou ainda sou muiiiito maçarico (desconfio que, no que respeita ao MAX, é um estado que tende a manter-se).
    Mais uma vez parabéns pelo blog e diga coisas caso lhe apeteça.
    http://zimk.blogspot.com/
    Grande curtição essa do sax baixo…:-))

  3. Lembro-me do desafio a que te propuzeste, e de como, obviamente, não o tens conseguido cumprir: fazer uma faixa de improvisação por semana, e assim “agarrares-te” ao “continuar a fazer música, criar ritmo, experimentar”. A coisa sozinha não se agarra bem, e era espectavel que o desafio, lançado por ti próprio, deixasse de ser cumprido. Mas a ideia era boa, e lembrei-me dela quando encontrei outra. E assim, lanço-te o desafio (e espero que não me leves a mal por fazê-lo ;-)): a cada dia 20 de cada mês, faz uma música (do início ao fim) e junta-te aos outros que, a “todos os vintes”, fazem o mesmo… É, pelo menos, um conceito interessante: http://cabinetpin.com/20th/

    Será que te consegui cativar à ideia? ;-)

  4. Que grande ideia, Marcos.
    A verdade é que tenho feito provavelmente mais do que uma música nova por semana, mas não no contexto desejável para o podcast: concertos, composição para bandas sonoras, experiências em formação que estou a receber e que dei…
    Claro que me coloquei o desafio numa altura de menos produção “obrigatória” e, quando a coisa começou a aquecer, toda a criação foi precisa para outras coisas. ;)
    As motivações iniciais, mantêm-se, ainda assim.Tenho pensado mais do que uma vez em retomar esta rotina, redimensionando-a e a tua sugestão parece perfeita: uma vez por mês, uma ideia nova produzida do princípio ao fim.
    Só não sei se consigo aderir já este mês, porque o próximo espectáculo para o qual estou a compôr a banda sonora estreia no dia 23. No dia 20 devo estar demasiado ocupado com isso.
    Mas é uma grande ideia. Obrigado.

  5. :-) Compreende-se perfeitamente. Ainda bem que gostaste da ideia… Já colaborei duas vezes, mas não é obrigatório que se faça isso todos os meses, portanto… marca no teu calendário uma tarefa a todos os dias 20, nos que não puderes fazer… no harm done :-)

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>