Descentralização cultural

A agenda de concertos do Space Ensemble ilustra bem, na minha singela opinião, o esforço que vamos fazendo para fazer circular as nossas propostas um pouco por todo o país. Há regiões mais favorecidas do que outras, é verdade, mas já estivemos em muitas salas de espectáculos, das melhores às mais… sui generis. ;)

Mas no início de Novembro, o Space Ensemble procede a uma verdadeira proeza no que à descentralização cultural diz respeito:

Space Ensemble no CCB

É verdade, vamos levar os nossos filmes-concerto— AlgoRítmico, Música e Matemática e Filmes da Terra do Pai Natal— ao Centro Cultural de Belém, no âmbito de uma colaboração da Fábrica das Artes, do CCB, com o Festival Temps d’Images 2011.

3, 4 e 5 de Novembro serão portanto as datas à disposição do público de Lisboa para conhecer este nosso trabalho. Como nos dizem que em Lisboa vive bastante gente e que os indicadores relativos aos consumos culturais são um pouco diferentes do resto do país, estamos bastante entusiasmados com mais esta possibilidade de descentralização.

Mais informação nos links que se seguem:

Se, por acaso, conhecerem pessoas em Lisboa que possam estar interessadas nesta informação e que, por uma razão ou por outra, possam não a encontrar facilmente, agradecemos que nos ajudem a divulgar.

Serralves em Festa 2010

O Serralves em Festa é já este fim de semana. São 40 horas non-stop de actividade cultural num evento que não tem paralelo, pelo menos no norte do país. Este ano, lá estarei, a participar e a assistir e não posso deixar de aconselhar esta experiência. Quem lá esteve em anos anteriores sabe que é qualquer coisa de muito especial. Quem nunca experimentou, tem mesmo que experimentar. Pelos eventos, mas também pela atmosfera de festa verdadeira à volta da criação e da fruição artística, coisa rara em Portugal.

Nas centenas de actividades programadas em todas as áreas e formatos imagináveis, há, de certeza, alguma coisa que vos interessa. Consultem o programa no site.

E porque não custa nada puxar a brasa à minha sardinha, recordo:

E chamo a atenção para o facto de, na Casa de Serralves, se poder assistir à apresentação de dois trios especiais: Martin Brandlmayr, Steve Heather e Gustavo Costa (sábado às 15h00) e B. Fleischmann, João Pais Filipe e Jorge Queijo (domingo, às 16h30).

Prémio Crítica de Arte para “Paredes Meias”

Os criadores do documentário “Paredes Meias” (2009), Sandro Araújo e Pedro Mesquita, foram distinguidos com a primeira edição do prémio Crítica de Arte 2009.
(…)
O documentário “Paredes Meias”, uma co-produção da Muzzak/Cinemactiv e da RTP, mostra o caso do conjunto habitacional da Bouça, situado na Rua da Boavista, no Porto, projeto de habitação económica desenhado pelo arquiteto Álvaro Siza Vieira que demorou 30 anos a ser concluído.

O Space Ensemble participou na banda sonora deste filme-documentário, contribuindo com o tema principal “Paredes Meias”, composto por Sérgio Bastos.

Parabéns aos premiados. E parabéns ao Sérgio pelo excelente tema que compôs. Permitam-me, por isso, um certo sentimento de orgulho (mais do que vaidade) por fazer parte dum ensemble tão talentoso.

Filmes-concerto de Natal pelo Space Ensemble

É mesmo isso: o Space Ensemble vai fazer uma mini-digressão com filmes-concerto para famílias na época natalícia. O programa é Uma Floresta Animada, curtas-metragens de animação de realizadores finlandeses, musicadas ao vivo.

Anotem nas agendas:

Será a primeira incursão do Space Ensemble nas Ilhas. Estamos entusiasmados com isso.

Space Ensemble apresenta ALGORÍTMICO

Space Ensemble @ Casa da Música | Sala de Ensaio 1
27 a 30 de Outubro 2009 | 11h00 e 14h30
(sessões reservadas a escolas)
31 de Outubro 2009 | 11h00 e 16h00

ALGORÍTMICO – Música e Matemática
um novo programa do Space Ensemble

[...] Nenhum matemático devia alguma vez esquecer que a matemática, mais do que qualquer outra arte ou ciência, é um jogo juvenil.
G. H. Hardy (1877-1947)

O Space Ensemble encara o desafio de construir um programa de filmes-concerto relacionando Música e Matemática com naturalidade e entusiasmo. Frequentemente referidas como linguagens universais, a relação entre Música e Matemática parece ser uma fonte inesgotável de descoberta e inspiração e o Space Ensemble escolhe uma perspectiva bastante particular:

  • a Música, nosso território “nativo”, é uma linguagem universal por ser, com o movimento, condição prévia de comunicação, socialização e, assim, humanidade— une todos os seres humanos no que há de mais elementar e instintivo;
  • a Matemática, base do conhecimento, como ciência e aprendizagem, é também universal, por operar como uma poderosa ferramenta de modelação e manipulação da realidade (esta e todas as outras) e, assim, se constituir também como mecanismo de tradução e conversão entre virtualmente todos os domínios humanos— congrega e articula todas as formas de conhecimento e criação.

Assim, mais do que relacionar Música e Matemática, procuramos usar a universalidade da expressão musical como forma de ilustrar a extraordinária potência da ciência matemática na construção de relações: construímos música a partir de números, em jogos com o público ou com filmes, musicamos as composições geométricas animadas de Norman McClaren e René Jodoin e invertemos o processo, criando novas animações, que traduzem, em tempo real, a música produzida.

AlgoRítmico é um jogo juvenil, como a própria Matemática, segundo Hardy. Um jogo de sons e imagens, com regras matemáticas, como o mundo.

História de Palavras

Algoritmo e Algarismo têm a mesma origem etimológica: al-Khuwarizmi era um matemático árabe do séc. IX e não é comum que palavras tão importantes e de uso científico tenham origem no nome duma pessoa.

Na origem da palavra algoritmo também participa o grego para número: arithmós (donde vem a Aritmética).

Arithmós é número, em grego, e significa número e quantidade e Rhuthmós é ritmo, em grego, e significa medida, cadência e ritmo.
Portanto, o rhuthmós, a medida, pode ser representada por arithmós, quantidades. Giro, não é?

Daqui, temos a Aritmética, o Algarismo, o Algoritmo, o Ritmo e…

Matemática vem também do grego mathematikê ou mathêmatikós, que junta máthêma ou mathêmatos (estudo, ciência, conhecimento), que vem de manthánô (estudar, aprender), com -ica, um sufixo grego especialmente usado no domínio das artes, ciências, técnicas, doutrinas e afins, fazendo da Matemática a ciência fundamental, por se construir com base etimológica na própria ideia da aprendizagem e construção do conhecimento.

Se pensarmos que a Música (mosoikê) é, etimologicamente, também, a Arte das Musas, ou seja a Arte das Artes… temos uma espécie de “ciclo virtuoso“, em vez de “ciclo vicioso“.

Isto tudo dá o quê? Dá AlgoRítmico.

Space Ensemble: Sérgio Bastos (piano), Henrique Fernandes (contrabaixo), João Tiago Fernandes (percussão), Nuno Ferros (electrónicas), João Martins (saxofones), Eleonor Picas (harpa).

Programação Pure Data [pd~]: João Martins
Ilustrações: João Tiago Fernandes

Filmes de René Jodoin e Norman McClaren cedidos pelo National Film Board (Canadá).
Produção do Serviço Educativo da Casa da Música.

Floresta Animada no Centro Cultural de Ílhavo

4 de Outubro, domingo, às 16h00
O Space Ensemble apresenta o filme-concerto Uma Floresta Animada no Centro Cultural de Ílhavo.

Ideal para desfrutar em família, este filme-concerto é composto por curtas-metragens de animação que tratam de temas como a amizade, a cooperação, a ajuda e a capacidade para resolver problemas. Outras apresentam as histórias de dois insectos, Turilas & Jäärä, que vivem numa floresta e utilizam os objectos de uma forma surpreendente e pouco convencional, ensinando a apreciar a criatividade e a reciclagem, encorajando as crianças a usar mais a sua imaginação e a inventar os seus próprios brinquedos.

Que melhor maneira de conhecer o Centro Cultural de Ílhavo do que ir lá apresentar Uma Floresta Animada? ;)

Música Experimental Portuguesa – Panorâmica, por Rui Eduardo Paes

Recycles # 2
Música Experimental Portuguesa – Panorâmica

Seminário de Rui Eduardo Paes
Uma produção Granular com o apoio do Goethe Institut

Sessão 1: 16 de Setembro, 18h00
Pioneiros – Anos 1960 e 70 em diante

Destaques

  • Jorge Lima Barreto, Vítor Rua (Anar Band, Telectu, etc.)
  • Carlos “Zíngaro” (Plexus, etc.)

Participação especial: Carlos “Zíngaro”

Sessão 2: 17 de Setembro, 18h00
Trânsfugas – Anos 1980 e 90 em diante

Destaques

  • Nuno Rebelo
  • David Maranha (Osso Exótico, etc.)
  • Sei Miguel
  • Ernesto Rodrigues
  • Rafael Toral
  • Carlos Santos, Paulo Raposo (Vitriol, etc.)
  • Manuel Mota
  • Américo Rodrigues

Participação especial: Carlos Santos

Sessão 3: 18 de Setembro, 18h00
Electrónicos e electroacústicos – Anos 1990 e 00

Destaques

  • Miguel Carvalhais, Pedro Tudela (@c)
  • Vítor Joaquim
  • Miguel Cabral
  • Emídio Buchinho
  • André Gonçalves
  • Nuno Moita
  • Gustavo Costa, Jonathan Saldanha, João Martins (colectivo Soopa)
  • Pedro Lopes, Pedro Sousa, Munch von Namek (OTO, etc.)

Participação especial: Pedro Sousa

Das origens à actualidade, e dos pioneiros da experimentação musical aos valores emergentes, uma viagem pela música exploratória que se faz em Portugal. Seminário didáctico e de divulgação com apresentações em disco e a participação de músicos convidados, que além de actuarem darão o seu testemunho na primeira pessoa.

+ info: http://rep.no.sapo.pt | http://www.granular.pt | http://www.goethe.de/ins/pt/lis/ptindex.htm

Nota pessoal: os sublinhados são os músicos com quem já colaborei.

A Floresta Animada, pelo Space Ensemble, dia 23 em Vila do Conde

O programa de filmes-concertos a que chamávamos Filmes da Terra do Pai Natal, passou a ter o título menos “sazonal” de A Floresta Animada. São os mesmos filmes de animação finlandeses, musicados ao vivo pelos mesmos músicos, mas em vez de destacarmos a origem dos filmes, destacamos o elemento comum da relação com a natureza.

Turilas e Jaara

São alguns episódios da divertida série Turilas & Jäara e algumas das obras mais emblemáticas de Heikki Prepula. Levamo-los ao Teatro Municipal de Vila do Conde no próximo domingo, dia 23, às 16 horas. Um programa para toda a família que a nós nos tem dado muito gozo apresentar.

Apareçam e ajudem a divulgar.

Jazz na Relva, em Paredes de Coura: a consagração

Aparentemente, para alguns dos presentes, o Spy Quintet, do Space Ensemble, foi um momento muito alto na programação do Festival de Paredes de Coura.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=HE6IjhoVq54[/youtube]
Cobertura vídeo pelo Instituto Politécnico de Viana do Castelo.