Filmes-concerto de Natal pelo Space Ensemble

É mesmo isso: o Space Ensemble vai fazer uma mini-digressão com filmes-concerto para famílias na época natalícia. O programa é Uma Floresta Animada, curtas-metragens de animação de realizadores finlandeses, musicadas ao vivo.

Anotem nas agendas:

Será a primeira incursão do Space Ensemble nas Ilhas. Estamos entusiasmados com isso.

A Floresta Animada, pelo Space Ensemble, dia 23 em Vila do Conde

O programa de filmes-concertos a que chamávamos Filmes da Terra do Pai Natal, passou a ter o título menos “sazonal” de A Floresta Animada. São os mesmos filmes de animação finlandeses, musicados ao vivo pelos mesmos músicos, mas em vez de destacarmos a origem dos filmes, destacamos o elemento comum da relação com a natureza.

Turilas e Jaara

São alguns episódios da divertida série Turilas & Jäara e algumas das obras mais emblemáticas de Heikki Prepula. Levamo-los ao Teatro Municipal de Vila do Conde no próximo domingo, dia 23, às 16 horas. Um programa para toda a família que a nós nos tem dado muito gozo apresentar.

Apareçam e ajudem a divulgar.

Filmes da Terra do Pai Natal

Turilas & Jäärä

Filmes da Terra do Pai Natal é um projecto do Space Ensemble em parceria com Finnish Film Contact e conta com o apoio da Embaixada da Finlândia em Lisboa.

O programa, foi especialmente criado para as crianças do ensino pré-primário e primário, e é composto por curtas metragens de animação, contemporâneas, do realizador Heikki Prepula e de episódios da série Turilas & Jäärä, dos realizadores Ismo Virtanen e Mariko Härkönen.

Neste projecto o Space Ensemble apresenta-se com Ana Veloso (guitarra),  Eleonor Picas (harpa), Henrique Fernandes (contrabaixo e acordeão), João Martins (saxofones, melódica, flauta e berbequim), João Tiago Fernandes (bateria e marimba), José Miguel Pinto (guitarra e theremin), Nuno Ferros (electrónicas) e Sérgio Bastos (piano).

As sessões na Casa da Música, segundo nos informaram, já estão esgotadas, mas temos datas confirmadas ainda antes do Natal, em Viseu, Aveiro e no Alandroal.

A lista total em 2008 (para já) é esta:

Casa da Música, Porto
20 e 21 de Novembro 2008 | 11h00 e 14h30 (Sessões reservadas para Escolas)
13 de Dezembro de 2008 | 16h00

Teatro Viriato, Viseu
5 de Dezembro 2008 | 10h30 e 15h30 (Sessões reservadas para Escolas)
6 de Dezembro 2008 | 16h00

Teatro Aveirense, Aveiro
10 de Dezembro 2008 | 10h30

Fórum Cultural Transfronteiriço do Alandroal
12 de Dezembro 2008 | 10h30

Nós estamos a gostar imenso desta experiência e esperamos ansiosamente que as crianças adiram.

Eu, pessoalmente, ando a tentar encontrar uma boa estratégia para a Maria poder assistir, apesar de não ser uma coisa pensada para bebés.

As ruas deviam ser sempre nossas

Se esta rua fosse minha... com destaque no Público

Nós, F.R.I.C.S., fizemos a nossa parte e, a mim, soube-me muito bem. Se pudesse, tinha ficado por ali, a participar nas actividades ou só a ver as pessoas e a animação. Mas, se algumas pessoas podem sentir e dizer que “o Porto devia ser sempre assim”, o que muito me alegra, a verdade é que o evento e a energia positiva que o parece caracterizar não é muito comum na cidade. Não me interpretem mal: gosto imenso do Porto, mas se me vim embora foi precisamente por ser comum um sentimento insuportável de opressão e uma espécie de impossibilidade de se ser ali genuinamente feliz, sem ser numa breve explosão.

Interessam-me todos os registos desta festa e reacções, pelo que se tropeçarem em alguma coisa interessante, agradeço que apontem aqui nos comentários.