AveiroSaxFest 2009

AveiroSaxFest 2009

De 29 de Abril a 3 de Maio, os saxofones estarão em grande, em Aveiro: Concertos, MasterClasses e Workshops numa produção do QuadQuartet, a ter lugar no Conservatório de Música de Aveiro Calouste Gulbenkian e no Estúdio Performas.

Vale a pena ver o programa geral, aqui.

Eu vou tentar retribuir o simpático convite que o Quad me dirigiu e dinamizar um curto workshop de 3 horas, no dia 2, sábado, dedicado à utilização de novas tecnologias na criação e interpretação musical.

Workshop de Composição Interactiva e Novas Tecnologias

As Novas Tecnologias são encaradas no âmbito deste Workshop como extensões possíveis e disponíveis para a prática instrumental criativa. As possibilidades de manipulação sonora em tempo real oferecem possibilidades de expansão tímbrica e expressiva a qualquer instrumentista, mas colocam questões técnicas específicas.
Da mesma forma, estas ferramentas expandem o campo de possibilidades na composição, interessando-nos, especificamente, processos de interacção ambiental e multimédia.
Apesar da sua potencial complexidade, os temas serão abordados de forma prática e generalista, privilegiando-se durante a sessão única, a possibilidade dos participantes testarem e experimentarem as ferramentas e processos de manipulação. Assume-se, como principal objectivo da sessão, a demonstração dum conjunto de ferramentas relativamente elementares e a sensibilização dos participantes para o seu potencial musical e criativo, estabelecendo ligações com algumas das performances que acontecerão durante o AveiroSaxFest.

Estrutura:

  1. Questões Técnicas Elementares
    a) Captação e Amplificação (microfones, amplificadores, altifalantes, etc);
    b) Processamento (unidades independentes, computadores, cadeia de processamento, etc.);
    c) Interfaces (placas de som, controladores MIDI, outros controladores)
  2. Processamento em Tempo Real como Técnica Instrumental
    a) A virtualização dos processos “naturais”: Equalização, Eco e Reverberação
    b) Efeitos “clássicos”: saturação, distorção, chorus, phaser, flanger, panning, etc
    c) Outros efeitos: modulação, vocoding, transposição, etc
    d) Efeitos compostos
  3. Processamento em Tempo Real como Técnica Compositiva
    a) Looping e contraponto
    b) Looping e cânone
    c) Outras técnicas de manipulação em “camadas”
  4. Composição Interactiva
    a) Modelos de manipulação não-musical (gestual, visual, etc)
    b) Interacção entre material sonoro e outras informações “performativas” e “ambientais”

Além do Workshop, participarei no concerto 220 Volts, também no dia 2, no Estúdio Performas, com mais uma incursão no work-in-progress “(ainda que não o diga frequentemente) as tuas criaturas povoam os meus sonhos”.