Forum ou Blog?

Volta e meia, as coisas aquecem, por aqui, e um ou outro artigo despoleta uma série de comentários, réplicas e tréplicas que poderiam ser o início de intermináveis discussões. Tivesse eu mais tempo— ou o blog mais leitores— e alguns artigos poderiam mesmo ter “caudas” tão ou mais longas do que alguns tópicos de fóruns* que frequento e mailing lists em que participo.
Uma parte da “animação”, como seria de esperar, é assegurada por mim, mas é estranho, neste formato de blog, dar por mim a escalpelizar, aprofundar ou sublinhar o que escrevi inicialmente, sendo que me parece que parte dos comentários ou comentadores não espera, nem suscita, de facto, nenhuma resposta. Como sou adepto de trocas de opiniões, mesmo que (ou principalmente) acaloradas e temperadas com provocações e me incomoda um certo carácter asséptico que parece ser de “bom tom” em certos sectores da blogosfera, dou por mim a ter dificuldade em gerir o tempo dedicado ao “acompanhamento” dos temas, depois de sobre eles me debruçar no artigo, propriamente dito.
Precisamente porque me interessam e agradam os comentários, opiniões e críticas, fico sem saber até que ponto devo participar eu próprio na refrega. De facto, nunca tive jeito para gerir o silêncio. ;)

* – no Novo Acordo Ortográfico escreve-se “Fórum / Fóruns” ou “Forum / Fora”?

Chamada de atenção

Eu suponho que uma parte significativa da utilização de qualquer blog, em especial os blogs pessoais como este, consistem numa leitura na diagonal, da qual resultam reacções bastante espaçadas quando ocorre um alinhamento temporário entre o conteúdo ou o tom da escrita e uma preocupação específica do leitor.

Ainda assim, não consigo deixar de reparar que alguns breves artigos merecem uma atenção desmesurada (e que atenção, às vezes) quando comparada com outros, em que tal atenção era mesmo pedida.

Bem sei que os leitores são soberanos e farão o que quiserem, mas não há mesmo ninguém que queira participar no brainstorming que sugeri recentemente? Ou alguém que queira continuar a cadeia sui generis que tentei iniciar em Novembro? Ou que queira responder ao meu anúncio de emprego?

Deixem lá… é que eu, às vezes, sinto-me sozinho, por aqui. ;)