Rendição

Como podem ver, ali na barra lateral, rendi-me ao Twitter. Era previsível, mas não sei exactamente como é que vou usar a ferramenta. Integrei com o blog, através do TwitterTools, e vou ter os meus artigos automaticamente “tweetados”, além de ter os “tweets”, disponíveis na barra lateral. E vou testar uma integração com a minha conta no delicious, através do Mahalo Share. Aceito sugestões sobre outras possibilidades. O principal objectivo é manter-me ao corrente das possibilidades das ferramentas de micro-blogging, para poder avaliar da pertinência estratégica de cada uma delas.

Destaque a links: sim ou não?

Devem ter reparado, pelo meu último post, que activei o serviço do del.icio.us que publica em forma de artigo no blog os últimos links adicionados à lista. Claro que os mais interessados já tinham acesso a esses links, indo ao meu perfil do del.icio.us ou vendo, na barra da direita as “leituras recentes”. Mas é com frequência que marco alguma coisa que gostava mesmo que passasse pelos olhos de todos os leitores do blog, incluindo o que subscrevem o feed (e que, por isso, não vêm a barra da direita). Além disso, a minha utilização do del.icio.us não é “intensiva” e, agora que tomei esta decisão, dar-me ei ao trabalho de escrever uma pequena nota acerca de cada link partilhado, porque compreendo que uma simples lista de links tenha um interesse muito reduzido, por muito bem escolhidos que sejam.

Mais do que ser uma forma fácil e “preguiçosa” de garantir um post diário (ou não, porque nem todos os dias marco alguma coisa), parece-me um bom compromisso entre a simples sugestão de leitura, com um comentário ocasional, com a possibilidade de destacar artigos noutros blogs que comentei (já escrevi sobre a importância que isso tem para mim).

A minha decisão de tentar usar esta possibilidade de forma útil foi fortemente influenciada pelo City of Sound, que o faz de forma exemplar (notem a diferença entre a apresentação no blog em “noted elsewhere” e vejam como surge no feed… e a qualidade das notas!), mas como sei que há quem não seja grande adepto desta “forma de preguiça” e tenho a certeza que não terei um nível de qualidade das sugestões e/ou notas tão elevado, gostava de saber a vossa opinião: incomoda-vos muito este item automático? Avisam-me se eu deixar as minhas boas intenções resvalar para listagens neutras e sensaboronas de links?

Obrigado.