Discurso das Águas

 

Arsélio Martins, Prémio Nacional de Professores: homenagem da Escola Secundária José Estêvão

O Discurso das Águas, a que o José-António Moreira empresta a voz numa edição especial dos Sons da Escrita, é uma óptima maneira de começar a raspar a superfície sobre o real e profundo significado da atribuição do Prémio Nacional do Professor ao meu pai, Arsélio Martins.

Obrigado, José-António e toma lá este abraço apertado e cheio de memórias.

Quem preferir um tratamento mais crú, pode ir ver a notícia na SIC.

Cartaz do AveiroMat 2007 - Encontro Regional de Professores de MatemáticaE, quem quiser uma amostra real e ao vivo, pode vir a Aveiro, no próximo sábado, ao AveiroMat 2007 – 8º Encontro Regional de Professores de Matemática.

Mas, façam o que fizerem, não o atrapalhem, que ele não está disponível para deixar que a atribuição dum prémio interfira com o que é verdadeiramente importante.

Arsélio de Almeida Martins

Pai e Filho: Arsélio Martins, Prémio Nacional do Professor, é meu paiÉ o nome do meu pai, que hoje circulou nos rodapés dos noticiários a propósito do Prémio Nacional do Professor.

É estranho ser filho do primeiro laureado com esta distinção. Como se o facto de toda a gente ficar a saber aquilo que para mim era óbvio há muito— que ele é «um exemplo de cidadania e um mestre no verdadeiro sentido do termo»—  me deixasse “desprotegido” ou “exposto”.

Mas nada do que possa ter sido dito agora, a propósito dos méritos do laureado, será novidade para quem o conhece como pessoa e/ou como professor (que são coisas difíceis de distinguir) e, sendo evidente que os prémios valem o que valem, não deixa de ser reconfortante que, de vez em quando, acertem nas escolhas.

Eu fico com o orgulho próprio de “filho babado” e com o sorriso interior de saber que talvez tenha aprendido com o professor laureado, meu pai, coisas preciosas e únicas… mas suspeito que muita gente partilha dessa sensação e é ela que justifica o próprio prémio. ;)

Mas se passarem por ele, no Lado Esquerdo, ou nas Geometrias, por exemplo, cumprimentem-no como se nada fosse: apesar de tudo, ele é um moço reservado. ;)