Conservatório de Música de Aveiro de Calouste Gulbenkian online

visite o site do Conservatório de Música de Aveiro de Calouste Gulkbenkian

A entropiadesign foi convidada para encontrar uma solução adequada para o site do Conservatório de Música de Aveiro de Calouste Gulbenkian (onde estudei durante 6 anos). Os princípios base da intervenção passaram pela implementação de um sistema de gestão de conteúdos (CMS) intuitivo, flexível e eficaz, e pela criação de um template simples, mas eficaz, centrado na apresentação clara dos conteúdos relevantes

A escolha recaiu sobre o Joomla! que nos é bastante familiar e ao qual os professores responsáveis aderiram rapidamente. Configurámos igualmente as GoogleApps for Your Domain, por forma a ser mais fácil o contacto entre todos os professores, funcionários e alunos e a publicação e partilha de eventos através do Google Calendars.

Apesar do site estar ainda em fase clara de construção, a decisão de o colocar online foi tomada ontem com o claro objectivo de motivar a adesão de um maior número de colaboradores para a equipa editorial. Uma estratégia que permitirá igualmente a recolha de opiniões, sugestões e críticas quase transformando esta versão num lançamento “alpha”.

O processo de construção de uma solução completa para uma instituição deste tipo e com as limitações próprias de não ter ninguém especializado em Tecnologias de Informação ou sequer funções atribuídas nesta área, contando apenas com a boa vontade e disponibilidade para aprender de alguns dos seus professores ensina muita coisa acerca da importância vital de se ser pragmático.

Quem ajuda a Skoda?

Há muitas coisas engraçadas (ou nem por isso) que acontecem quando se decide que os standards web não são importantes.
Eu, pessoalmente, acho que exemplos práticos são muito mais eficazes do que grandes discursos teóricos.

Cá está um:

Screenshot site Skoda Portugal

Este é o aspecto do site da Skoda Portugal visto em Firefox (um browser inteligente, standard-compliant, moderno e comum) em Mac OS X (um sistema operativo igualmente moderno e também comum).

Giro para quem se diverte com as desgraças dos outros… menos engraçado para quem quiser usar o site.

Este pode bem ser um pontapé de saída para uma série de artigos ilustrados acerca de acessibilidade e usabilidade básica na web portuguesa.

Alguém tem sugestões?