Categorias
blog

Maus tratos

Apanhei, num telejornal qualquer, uma referência fugidia mas aterradora à actual posição de Portugal no ranking dos maus tratos a crianças.
Tive que andar à procura on-line por referências que me ajudassem a esclarecer melhor aquilo que me parecia impossível: que estávamos no topo da lista nas mortes por maus tratos a crianças entre os países da OCDE.

A descrença tornou-se em angústia. Há poucos indicadores tão poderosos como este…

O relatório da UNICEF relativo a 2004 é claro: Portugal é o pior dos países industrializados já que lidera na morte por maus tratos a crianças.

Conferi na edição on-line do Correio da Manhã (acreditem que foi o que apareceu numa pesquisa rápida) aquilo que quem esteve atento sabe desde a edição anual do relatório da UNICEF:

Portugal ocupou em 2004 o primeiro lugar nos casos de maus tratos a crianças com consequências mortais, numa lista dos 27 países industrializados da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico).

Os números são da UNICEF e foram divulgados por Dulce Rocha, presidente da Comissão Nacional de Protecção das Crianças e Jovens em Risco, num seminário em que defendeu a criação de um Observatório da Criança e a redefinção da lei na área da defesa dos direitos da criança.

Portugal sobe de sexto para cabeça de lista, à frente de países como o México. Segundo o relatório da UNICEF no nosso país, anualmente, em cada cem mil crianças com menos de 15 anos, 3,7 morrem vítimas de negligência ou maus tratos

Projecções do INE apontam para que existam 1,8 milhões de crianças menores de 15 anos, pelo que em média morrem por ano 66 meninos por maus tratos e negligência.

Dá vontade de chorar…

Um comentário a “Maus tratos”

Também não queria acreditar quando ouvi de raspão a jornalista envergonhada. Também fui à internet incrédulo à procura de um engano. Também me deu vontade de chorar quando percebi que era mesmo verdade.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.