Categorias
tv

Photoshop CSI

Como qualquer ser normal, exposto à influência da televisão, conheço vários sabores da série CSI e, como qualquer pessoa com dois dedos de testa, reconheço a qualidade superior do original de Las Vegas, mas vou acompanhando, como posso, os vários desenvolvimentos das diversas versões. De entre a miríade de séries que exploram a nossa fraqueza voyeurística e o nosso frágil interesse pelos mistérios da ciência forense, a série protagonizada por Gil Grissom, com muito mais “espessura” e “realismo” na frequência de simples acidentes, por oposição directa aos contos morais de Horatio Caine, entretém-me mais. Mas há um ponto em comum a todas estas variações e a muito mais fenómenos televisivos: a tecnologia “espectacular” e verdadeiramente “automágica” que parece estar ao dispôr dos cientistas forenses norte-americanos. Em muitas áreas, a dimensão do “espanto” escapa-me, mas no que diz respeito a operações que executo quase diariamente, como edição de imagem e áudio, as capacidades das ferramentas destes heróis deixam-me verde de inveja.

Imagens CSI

Quando perco horas a tentar salvar uma má fotografia ou a explicar a alguém porque é que uma fotografia dum telemóvel não se consegue imprimir com qualidade num outdoor, dou por mim a desejar que não falte muito tempo para o lançamento do Photoshop CSI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.